Ícone do treinamento

ITLS Básico

Emergência Pré-Hospitalar na Área de Trauma

OBJETIVOS:

  • Manuseio dos principais equipamentos usados no atendimento ao trauma no contexto pré-hospitalar. Atendimento inicial ao politrauma no adulto e na criança;
  • Atendimento sistematizado nos primeiros dez minutos e durante o transporte de paciente vítima de trauma. Atendimento, com postura profissional adaptada aos tipos de eventos possíveis, no seu contexto real, do mundo do trabalho.

Próxima Turma

10 e 11 de Novembro de 2018

PROGRAMA:

  • Bases tecnológicas para as estações práticas contextualizadas;
  • Fornecimento de oxigênio suplementar utilizando diferentes tipos de equipamentos;
  • Via aérea básica e demonstração do material utilizado em VA avançada;
  • Manuseio básico das vias aéreas com dispositivos auxiliares: técnicas de ventilação no adulto. Uso de cânulas oro e nasofaríngeas;
  • Confirmação primária e secundária da colocação da via aérea avançada. Identificação de intercorrências relacionadas à intubação (obstrução, pneumotórax, extubação, falha de equipamento, etc);
  • Interpretação clínica da oximetria de pulso. Problemas comuns na sua leitura;
  • Técnicas de monitoração cardíaca; Técnicas, indicações e cuidados em imobilizações no trauma;
  • Exame da vítima. Exame primário ou rápido, secundário ou detalhado e de reavaliação;
  • Condutas no atendimento ao trauma de: tórax, cabeça, abdome, coluna, extremidades, queimaduras, trauma do idoso, gestante e crianças;
  • Discussão de casos clínicos comentados, através de estações práticas;
  • Estabelecer uma organização de atitudes prioritárias e cuidados iniciais ao politrauma no contexto se seu próprio ambiente de trabalho. Correlacionar o exame da vítima com os possíveis diagnósticos. Após esta abordagem inicial e sistematizada, saber traçar uma tomada de decisão, enquanto recebe instruções da regulação médica, quando protocolada, coordenação da equipe médica ou equipe de tele medicina;
  • Habilidades de comunicação verbal e escrita de forma técnica para uma apresentação/descrição do caso clínico, condutas iniciais realizadas e evolução, através de diferentes meios de comunicação disponíveis;
  • Realização, interpretação e objetivos do exame primário ou rápido e secundário ou detalhado no trauma. Reconhecer uma vítima estável e instável. Critérios clínicos de instabilidade. Identificar e reverter, quando possível, situações com risco de vida imediato, principalmente relacionada a problemas ventilatórios e circulatórios. Importância do exame de reavaliação clínica;
  • Casos clínicos comentados e sempre que possível, extraídos do contexto do trabalho;
  • Capacidade de reconhecimento de situações com risco de vida potencial e/ou imediato;
  • Avaliação prática e teórica de desempenho, de acordo com as habilidades adquiridas.

OUTROS CURSOS